Arquivo do autor:Marina Correa

Sobre Marina Correa

Também chamada de "a mãe do dono". Mestre e doutoranda em Ciências da Religião e pesquisadora do fenômeno do protestantismo e pentecostalismo brasileiro. Não me pergunte, eu não sei a resposta.

Assembleia de Deus: Ministérios, Carisma e o Exercício de Poder

Pessoal convido a todos para o lançamento do meu livro no 1º Simpósio Sudeste da ABHR – Simpósio Internacional da ABHR – Diversidades e (in)tolerâncias religiosas

 

ministérios, carisma e o exercício e poder

Assembleia de Deus: ministérios, carisma e exercício de poder

Marina Correa

São Paulo: Fonte Editorial, 2013

Sinopse: Nada mais distante da realidade do já centenário movimento pentecostal assembleiano no Brasil do que uma imagem de unidade, de idênticas características, de uma identidade singular. Este livro trata das complexidades, do pluralismo interno, dos interesses divergentes, dos traços singulares que cercam uma “nebulosa assembleiana”, formada por centenas de ministérios, mais de 12 milhões de fiéis, várias convenções, que competem entre si pelo controle dos mitos fundantes, pela reprodução de uma história considerada comum, mas, enquadrados dentro de uma “lógica” que procura dividir internamente, mas sem revelar os mecanismos de poder, que produzem conflitos e cisões, contínua e crescentemente. O texto de Marina Correa ajuda o leitor a desvendar parte do aparente intrincado universo das Igrejas das Assembleias de Deus brasileiras.

 

Quando?
quarta-feira, 30 de outubro, a partir das 18h
Onde?
Casa de Cultura Japonesa, FFLCH – USP – São Paulo

Simpósio Internacional da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR)

Pessoal, de 29 a 31 de outubro de 2013 ocorrerá o Simpósio Internacional da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR) / 1º Simpósio Regional Sudeste, que será sediado na Universidade de São Paulo (USP).

Dentre os 28 Grupos de Trabalhos selecionados para o evento, foi aprovada nossa proposta para o GT 19 – Pentecostalismos brasileiros: Novas perspectivas.

Religioes-Protestantes-e-Evangelicos
Os interessados neste ou em outro GT podem enviar sua proposta de trabalho (comunicação oral ou pôster) até o dia 20 de junho conforme as regras do evento.

Seguem os links:

ABHR: http://www.abhr.org.br/

Simpósio Internacional da ABHR / I Simpósio Regional Sudeste: http://www.sudesteabhr.net.br/wp-content/uploads/2013/03/Resumo-GT-19.pdf

GT 19 – Pentecostalismos brasileiros: Novas perspectivas

Coordenadores:

Gedeon Freire de Alencar. Doutor em Ciências da Religião, PUC-SP. Professor da FTBP. Contato: gedeonalencar[no]gmail[ponto]com
Marina Aparecida Oliveira dos Santos Correa. Doutora em Ciências da Religião, PUC-SP. Contato: marinasantoscorrea[no]gmail[ponto]com

Membros do Grupo de Estudos do Protestantismo e Pentecostalismo, GEPP, da PUC-SP.

Maiores informações em https://www.facebook.com/events/500494476671333/?ref=2

Crônica sobre pessoas carismáticas

Vamos falar um pouco sobre uma pessoa carismática, na visão weberiana, como ela surge e se transforma com o tempo, como exemplo o nosso ex-presidente Lula.

Quando se fala em carisma no meio acadêmico, logo pensamos no Sociólogo Max Weber, alemão que dedicou a maior parte de seus estudos buscando uma compreensão entre a sociedade e o comportamento do indivíduo, assim como a maioria dos sociólogos, só que, este firmou o seu nome na galeria mundial como sendo um dos maiores sociólogos do século XX.

Ele nos diz que uma sociedade é permeada de relações entre os indivíduos, com interações objetivas e subjetivas, normatizadas por leis ou uma relação guiada simplesmente pelos costumes. Dessa forma, uma “figura carismática”, consiste na capacidade pessoal de um líder em atrair para si a atenção de uma parcela de um público disperso (assim como aconteceu com os ex-presidentes Lula e Collor).

Alguém possuidor de dons especiais obtendo uma reciprocidade de aceitação, por parte de seus seguidores, criando uma espécie de “veneração” ao indivíduo, a quem são atribuídas faculdades extraordinárias, rompedoras dos costumes cotidianos, seja por revelações místicas, pelos discursos ou força intelectual.

Portanto, o carisma é uma capacidade transitória e extraordinária.

Continue lendo