Carajás e Tapajós poderão “receber visita” do Vivendocidade

Conforme anunciado ontem no Cotidiano Nacional, a série “Viagens pelos Estados” será “exibida” agora no Vivendocidade.

Ainda sem data para começar, o primeiro estado “visitado” será o Acre e o modelo será um pouco diferente do vínhamos apresentando anteriormente. Será apresentado a história do Estado, alguns dados estatísticos de relevância e geralmente uma notícia pitoresca da imprensa online local.

Antes de começar essa viagem, vamos falar de possíveis dois novos destinos: Carajás e Tapajós.

carajas-tapajos-pará

Os dois possíveis novos estados ocuparão área atualmente pertencente ao Estado do Pará.

Os contrários dizem que a criação dos estados (não apenas estes, diga-se) é uma aberração, que não são viaveis economicamente e que a União terá que arcar com as despesas, sem falar nos gastos com a construção de inúmeros prédios públicos a criação de um sem-número de empregos públicos.

Até porque um estado “a mais” representa mais senadores e deputados federais no Congresso, orçamento repartido, estrutura administrativa e afins.

Já quem é favorável espera na divisão, o crescimento da região, pois alegam, neste caso, que o Estado do Pará é muito grande e sofre com o descaso das autoridades; estão “longe do centro do poder”, etc. Citam ainda os sucessos de Tocantins quando se “libertou” de Goias (em 1989) e da divisão de Mato Grosso (há 33 anos) .

Atualmente, no cenário político e econômico do país, nada justifica a criação de estados ou municípios, que nada mais são que escoadouros do dinheiro público. Além disso, é certo que uma ou outra família será a “dona” do negócio e fará apenas aquilo que lhe seja interessante.

Nunca é demais lembrar que o Cotidiano Nacional classificou, em uma viagem ao estado do Pará, como o lugar que mais se parece uma “terra sem lei”.

Ao inves de termos 1 estado pobre, teremos 3 estados pobres e um entrave à governabilidade.

As informações são do Estadão Online.

Alexandre Carvalho, 34 anos, Biólogo em formação, crítico e jornalista amador, é editor do Cotidiano Nacional e escreve às sextas-feiras para o Vivendocidade.

4 ideias sobre “Carajás e Tapajós poderão “receber visita” do Vivendocidade

  1. patricia

    Ótimo post. Embora creio que essa discussão (criar mais 2 estados) nem mereça perdurar. Os pontos desfavoráveis para essa alteração são relevantes. Se para cada estado onde há má administração pública e desigualdade na distribuição de recursos, for necessária uma divisão territorial, será necessário “multiplicar” Brasília. Não seria possível abrigar tantos representantes da federação….

    Responder
    1. Paulo Henrique

      Minha filha falar é fácil se vc fosse ao sul e suldeste do Pará vc veria o descaso dos políticos com esas cominidades e observaria que eles estão largados as cobras.
      Se vc for viajar passe la no sul do pará acompanhe o descaso de Perto

      Responder
  2. Pingback: Tweets that mention Carajás e Tapajós poderão "receber visita" do Vivendocidade | Vivendocidade -- Topsy.com

  3. Pingback: Lei de Responsabilidade Fiscal pode ser esquecida pela União | Vivendocidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.