Testamos o Pedalusp

Depois de mais de um ano de participarmos do lançamento do protótipo do Pedalusp, aqui mesmo no Vivendocidade (Leia aqui), experimentamos o sistema.

Depois de ficar instalado na Escola Politécnica, o Pedalusp agora está no Portão Principal da USP, no Centro de Visitantes, e na Estação Butantã do Metrô.

pedalusp-usp-bicicleta

Hoje aproveitei várias situações que tornaram possíveis a utilização do sistema. Carro no mecânico e necessidade de estar no centro da cidade, de forma rápida e sem estresse. Quem mora em São Paulo deve saber o quanto é difícil chegar ao centro da cidade e arrumar um lugar para estacionar.

Com esse sem número de estímulos, emprestamos a primeira bicicleta no Centro de Visitantes. O empréstimo foi rápido e fácil e o sistema é de fácil utilização. De posse da magrela, nos dirigimos até a estação Butantã do metrô. O caminho é bastante tranquilo, com um trecho de ciclovia sobre o canteiro central e depois um percurso por uma região residencial, com baixo movimento de veículos. Obviamente que antes de chegar a essa “ilha”, tivemos que atravessar a avenida que levam os carros até a marginal, região do Jóquei, da Rodovia Raposo Tavares, entre outros destinos.

A devolução na estação Butantã do metrô foi bem tranquila.

Mas o interessante mesmo ficou pra volta. Terminado o compromisso no centro da cidade, fomos surpreendidos, um pouco por causa do desconhecimento, com o bicicletário ainda aberto. O empréstimo foi realizado por volta das 21h30 (funciona até as 22hs). O caminho de volta preocupa um pouco por ser a noite e pelo pouco movimento de pessoas, mas não tivemos nenhuma surpresa desagradável. O trajeto foi realizado em 10 minutos e a bicicleta devolvida sem nenhum problema.

O programa ainda apresenta algumas falhas e algumas questões que nos deixaram na dúvida. Na retirada, haviam cerca de 6 a 7 bikes, mas apenas uma estava disponível para empréstimo. Isso talvez possa ser para evitar que as bicicletas vão de uma estação à outra e não retornem para outros empréstimos. Já no Butantã, várias estavam disponíveis.

Ao chegar de volta ao Centro de Visitantes, um aluno da Poli estava com problemas. Foi registrado o empréstimo, mas a bicicleta não foi liberada. Ao tentar um novo empréstimo, o sistema acusou que já havia um empréstimo em andamento.

Fora essa questão, que consideramos pequenas demais para desmerecer o sistema, classificamos como SENSACIONAL o projeto e que iniciativas como essa devem ser sim, aplaudidas e incentivadas. Esperamos que muito em breve tenhamos várias estações de empréstimos por todo o campus.

O Vivendocidade aprova e recomenda o uso racional do empréstimo de bicicletas na USP.

3 ideias sobre “Testamos o Pedalusp

  1. Alexandre Carvalho

    Patrícia.

    Antes de usar o Pedalusp você precisa se cadastrar no site http://pedalusp.uspnet.usp.br/, utilizando o seu número USP.

    Ao entrar no sistema, você precisa seguir as instruções, concordar com um termo de compromisso, completar o seu cadastro (CPF e endereço) e criar uma senha de 4 números.

    A ativação é feita na hora. Ao chegar no totem de liberação das bicicletas, seu cartão é lido e você entra com a sua senha, verifica qual bicicleta está disponível e curta um passeio de 30 minutos.

    Atente-se para as regras para evitar penalidades. O sistema também permite que você relate problemas.

    O site informa que funciona das 07 as 20 horas, mas é possível retirar a bicicleta, pelo menos na Estação Butantã, até as 22 horas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.